Seguidores

domingo, 21 de janeiro de 2007

Ponto de fuga


"As palavras que te envio são interditas até, meu amor, pelo halo das searas;

se alguma regressasse, nem já reconhecia o teu nome nas suas curvas claras."


"As palavras são interditas - Eugénio de Andrade"


Há sempre aquele ponto que vais desenhar vezes sem conta.

Desenhas porque sabes que é o teu ponto de fuga, sempre, aquele único.

Perspectivas os traços que dele sairão, com cuidado, rigor, empenho.

E é nesse ponto de fuga... Que tens de te concentrar.


Rita, 2007


"Esperar não é perder."

3 comentários:

Cate disse...

Wise words!*

catarina disse...

isto da que pensar... e parar por um momento. e ver as coisas de outra maneira Rita. Beijo

catarina disse...

isto da que pensar... e parar por um momento. e ver as coisas de outra maneira Rita. Beijo

Baú aberto:

Acerca de mim

A minha foto
Lisboa, Lisboa, Portugal
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." Fernando Pessoa

A visitar