Seguidores

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

"Sou caipira pira pora nossa..."

"É de sonho e de pó
Um destino de um só
Feito eu perdido em pensamentos sob o meu cavalo.

(...)

O meu pai foi peão
Minha mãe solidão
Meus irmãos perderam-se na vida à custa de aventuras.

Descasei, joguei, investi, desisti... Se há sorte, eu não sei, nunca vi."

2 comentários:

mana disse...

É de sonho e de pó
O destino de um só
Feito eu perdido em pensamentos sobre o meu cavalo
É de laço e de nó
de gibeira, o giló
dessa vida comprida a solo

Sou caipira, pira,pora,Nossa Senhora de Aparecida
ilumina a mina escura e funda, o trem da minha vida

O meu pai foi peão, minha mãe solidão
Meus irmão prederam-se na vida à custa de aventuras
Descasei, joguei
Investi, desisti
Se há sorte, eu não sei, nunca vi

Me disseram porém que eu viesse aqui
Para pedir de romaria e prece paz nos desaventos
Como eu não sei rezar
Só queria mostar meu olhar meu olhar meu olhar

Restaurante " O FIALHO" disse...

Un sorriso non costa niente e produce molto arrichisce chi lo riceve, senza impoverire chi lo da.
Dura un solo istante, ma talvolta il suo ricordo è eterno.

Te voglio bene sai, perció non ti voglio vedere cosi !!!

Carlucci

Baú aberto:

Acerca de mim

A minha foto
Lisboa, Lisboa, Portugal
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." Fernando Pessoa

A visitar