Seguidores

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Palavras


Palavras

Rompem do mais íntimo de ti para se deitarem calmamente sobre o que não queres pensar.
Dizem-te o que queres saber, contornando o errado e o difícil que tentas esconder.
Não as enganes… As palavras são como a verdade. Nada escondem.

Surgem frias, calculam o que farão sentir ou saber. Ficam sempre, ninguém as apaga – num livro, num caderno, numa parede, na memória. Tentas escondê-las porque foram brutas. De nada adianta.
Não as apagues… As palavras são como a verdade. Nada escondem.

As palavras criam fios de história que te fazem sonhar. As palavras pintam desenhos daquilo que mais queres, tornam possível o impossível. As palavras, são traiçoeiras! Dizem as verdades, é certo; e as ratoeiras?
Escreve, pinta, toca, cria, constrói, organiza-as! Elas nada, mesmo nada… Escondem.


21.01.2007

3 comentários:

Tianhua disse...

belas palavras

Cate disse...

Gostei destas palavras :)

Mana disse...

"São como um cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas."

Eugénio de Andrade

Baú aberto:

Acerca de mim

A minha foto
Lisboa, Lisboa, Portugal
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." Fernando Pessoa

A visitar