Seguidores

segunda-feira, 2 de julho de 2007



"To change the world


Start with one step


However small


First step is hardest of al


lOnce you get your gait


You'll be walking tall


You said you never did


Cause you might die tryin"

Dave Matthews Band


São os pequenos passos que mudam o Mundo
É através de gestos que crias a essência
Quando sonhas, se nos sonhos depositares tudo de ti
Vais sentar-te sobre quem és e tocarás a ambição.


"Põe tudo o que és no mínimo que fazes"


"E depois disso? Não vale a pena? Eu, pessoalmente, acho que sim. Por pequeno que seja o gesto, ele merece sempre total dedicação. São os pequenos passos que nos levam ao alto, que nos fazem crescer... São desses passos que colhemos os frutos do que fizemos. A palavra 'comodismo' é indissociável da palavra 'mudança' uma vez que, hoje em dia, a comodidade é mais importante que a mudança necessária.É pena.É verdade que muitas vezes a mudança implica transformações radicais - quando mudamos de casa, quando alguém nos parte o coração, quando perdemos alguém importante, quando mudamos de emprego, quando somos despedidos, quando temos más notas, por aí. Mas quando temos plena consciência de que mudar é mesmo INDISPENSÁVEL para o bem-estar próprio e à nossa volta? Muitas vezes destacamos a alma do corpo e é como se assistissemos à estupidez de saber que estamos conscientes da radicalização precisa mas ficamos imóveis, estáticos; deitamo-nos sobre o cómodo que é não ter trabalho algum. E é esta mentalidade, a do "desenrasca", que muitas vezes corta o fio dos sonhos."


"Cada vez que o Homem sonha, o Mundo pula e avança"



Nota: Fotografia tirada por Marta Tavares Dias

2 comentários:

Mana disse...

Tenho um relógio parado
Por onde sempre me guio.
O relógio é emprestado
E tem as horas a fio.
F. Pessoa

Cate disse...

uma bela maneira de começar com dave matthews :)

Baú aberto:

Acerca de mim

A minha foto
Lisboa, Lisboa, Portugal
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." Fernando Pessoa

A visitar