Seguidores

quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

Pena

Partiste sem justifcações da vida que deixarias para trás.Por fazer ficaram mil e uma coisas; amor, pequenos gestos, gratidão, recompensas.Quiseste ir porque acreditavas num futuro diferente, criaste a tua filosofia.Pena...Não pensaste em outras filosofias.


Fiz de ti um herói que salvava a indefesa princesa dos dragões e das chamas.Fiz de ti uma ilusão e deixei-te criar uma ideia diferente daquilo que realmente és.Pena...Pensei que te podia mudar.


Hoje agradeço quem sou e o que foste para mim.Hoje lamento o que não sou e o que não foste para mim.Pena...Hoje lamento não poder mudar o mundo.

5 comentários:

Ticota disse...

Mas sonha porque sempre que um homem sonha, o mundo não muda mas pula e avança como bola colorida entre as mãos de uma criança!

Ticota disse...

Round Two
Citando o grande poeta Marco Paulo:
NINGUÉM, NINGUÉM.... PODERÁ MUDAR O MUNDO, NINGUÉM, NINGUÉM, É MAIS FORTE QUE O AMOR, NINGUÉM, NINGUÉM!!!

Cate disse...

Post muito muito bom!
Continua a mudar, Rits! ;)

Tianhua disse...

a forma como tansfiguras pensamentos é extraordinaria

Anónimo disse...

Nem deves acreditar que estou a escrever aqui...mas eu não tenho andado a dormir de vez em quando venho ver como anda a tua escrita.Pelo que vi cada vez melhor!
Vais desculpar o meu egocentrismo por escrever num texto tao antigo, mas sabe sempre bem ler estas palavras.
"Sem lhe conhecer..."

Baú aberto:

Acerca de mim

A minha foto
Lisboa, Lisboa, Portugal
"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." Fernando Pessoa

A visitar